Serra do Mar e Calçada Lorena 16/02/03

Ponto de Encontro no Extra as 6:30, maior galera já de bicicleta pronta para descer a Serra do Mar e Calçada Lorena, partimos e na Via Anchieta o pessoal que estava com sede de pedal e foram embora, fizemos uma pequena pausa para re-agrupar no Rancho da Pamonha na Caminho do Mar e seguimos até o trevo com a Índio Tibiriçá onde reunimos com a galera que vinha de Ribeirão Pires, todo mundo junto e seguimos até a trilha que nos leva a Calçada Lorena, lá encontramos o Ari, pegamos um pouco de trilha e logo estávamos no mirante, com um visual incrível pois o dia estava muito limpo, descansamos um pouco e enfrentamos a Calçada Lorena, uma descida de pedras bem escorregadias e chegamos na Caminho do Mar novamente, lá o pessoal só precisava frear alguns voaram descida abaixo, paramos algumas vezes para atravessar o desmoronamento e se refrescar em algumas das tantas cachoeiras do caminho. Mais um pouco de descida e o pessoal já estava no final da serra em Cubatão, lá então um grupo seguiu para Santos (vamos ver o mar) e outro grupo resolveu subir a serra pela estrada de manutenção da imigrantes, uma subida forte de 28 kms até a interligação e depois seguiram para o extra novamente, lá chegamos as 16:30, o pessoal que foi para Santos chegou lá as 11:30, alguns almoçaram e outros só comeram um lanche e subiram, eles chegaram em SP por volta a partir das 14:00.

Foram - 98,8 kms - 5:46 h - 17,1 km/h de média - 61 km/h de máxima

Bikers : Fernando Mascarello, Paulo Eduardo, Ricardo Dias, Sergio Affonso, Oliver Belzereit, Anderson Teodoro, Gustavo Sapienza, Alex Schultz, Edson Fabre, Alexandre Pereira, Igor Cavagnero, Anderson Arruda, Ronaldo Tacla, Marcelo Paes, Cesar Akiv, Rogerio Polo, Paulo Cohen, Marcelo Hexji, Ghilherme Sutti, Alis Queiroz, Luiz Gustavo, Cassio Palumbro, Leori Alho, Ari Fontes, Danilo Alves, Edinaldo Santos, Paulo Gimenez.

Esta aventura contém 4 vídeos : 

16/02/2003 DH Nas Pedras da Calçada Lorena 1320 kb
16/02/2003 Estrada Velha do Mar de 0 a 50 em 12s 2040 kb
16/02/2003 Galera do CAB descendo a Serra do Mar 1970 kb
16/02/2003 Super Máquina para Refrescar Ciclista 1140 kb

 

 Mais Relatos:

De Anderson

Eram 1h00 da manhã do horário novo e eu e meu irmão (Alex) ainda estávamos tentando arrumar o freio traseiro da bicicleta dele (sem sucesso). Resolvemos dormir um pouco e pedir para um amigo que iria pedalar conosco tentar fazer uma pequena gambi no meio do caminho...
Nem bem deitamos e já levantamos, entre as confirmações dos que iam e dos desistentes, saímos às 4h40 rumo ao primeiro ponto de encontro (Shopping Butantã). Encontramos mais dois amigos (Edson e Igor) e partimos para o segundo ponto de encontro (Pte. Cidade Jardim) e fechamos o grupo com o Alexandre-Tuti para seguirmos até o Extra da Anchieta.
Movidos pela ansiedade e pelo fato de (com exceção do Igor) termos esperado mais de 4 anos para fazer este pedal, subimos a Bandeirantes em um ritmo forte, fizemos uma breve parada no início da Anchieta, vimos o Sol nascer na estrada e 6h15 já estávamos no Extra.
As bikes foram chegando e antes das 7h00, com o freio consertado e outros ajustes nas bikes, já éramos atração do estacionamento! Aquela tropa de bikes reunidas, prontas para descer a serra...
Entramos na Anchieta em mais de 25 biker's e logo a turma mais animada disparou. Fomos muito bem até o "Alguma coisa da Pamonha" no início da Caminho do Mar para nos reagruparmos, já que uns 10 ou 12 estavam "devorando" cada km... como asfalto rende! Retomamos o rumo para a Calçada do Lorena com uma manhã maravilhosa a nosso favor. Breve parada no entroncamento com a Rod. Índio Tibirçá para nos reunirmos com o pessoal que saiu de Ribeirão Pires. Não sei se era minha vontade de chegar ou se andamos muitíssimo bem atrás do Oliver, mas rapidamente chegamos no pé da trilha que segue até a Calçada do Lorena. Os que estavam com pneus de trilha se deram bem, ganharam a oportunidade de uns pulos e tudo mais, já os que optaram pelos slick, tiveram um breve sofrimento nas pedras molhadas da trilha e nas poças de lama que foram recompensadas rapidamente pelo, no mínimo, Fantástico Visual do Mirante! Aproveito para deixar um agradecimento especial para São Pedro, que foi brother mesmo, nos dando um dia perfeito no meio de dois dias de chuva!
Após a merecida parada para contemplação do céu, do mar, dos rios serpenteando o mangue, de ver Santos, a Praia Grande e as grandes indústrias de Cubatão fomos encarar a Calçada do Lorena, nesse trecho, até os pneus "cravudos" escorregavam... Eu não conseguia imaginar uma calçada de pedras serra abaixo, num terreno tão íngreme! Fiquei admirado com a galera do passado, que usava aquele caminho! Em maioria esmagadora, aderimos ao segura-bikers e fizemos o possível e necessário para continuarmos em pé. Depois de um belo trekking no meio da mata atlântica, chegamos a boa e velha Estrada! Fomos alertados dos perigos daquele trecho e iniciamos a descida. O sol, a paisagem e a velocidade (apesar de controlada) deram uma descarga de adrenalina. Paramos no Monumento da Terceira-Idade (é isso?) para as fotos, onde um vigia nos assistia. Continuamos a descida até a primeira erosão e a cachoeira. Alguns (como eu) mais fãs de água estupidamente gelada direto da fonte, corremos para um merecido banho refrescante. Passamos a segunda erosão e muito mais rápido do que eu esperava, já havíamos chagado na portaria, gentilmente aberta para nossa passagem. Era o fim da Estrada Velha por volta das 10h00... Deste ponto, seguimos em 18 bikers até Santos enquanto a outra turma, muito mais disposta e preparada, optaram por subir (parabéns!). Para mim e boa parte dos que seguiram, para cumprir o desafio era necessário batizar a bike no mar!
Dava para fritar ovos no asfalto, o que comprometeu o rendimento, apesar da estrada convidar para uma pedalada mais rápida. Tínhamos que chegar a Santos antes do meio-dia para evitar o sol à pino. Melhor do que o esperado, pouco depois das 11h00, já estávamos na areia, arrancando os excessos de peso, descansando e nos refrescando na praia! Dali, alguns optaram por um lanche nos quiosques, outros em procurar um lugar para almoçar e depois subir.
Os 5 que começaram o pedal no Butantã pegaram o ônibus das 14h15 com um ótimo acordo com o motorista de subirmos as bikes montadas mesmo! O motorista era tão bacana que subiu até o Jabaquara em, no máximo, 50 minutos! O pedal de volta para casa foi um belo passeio, sem pressa e de tão satisfeitos, não foi nem cansativo!
Ah, faltando 5km para chegar em casa, a gambi no freio traseiro do meu irmão se deu por vencida e abriu o bico! Tudo para que o pedal fosse simplesmente MARAVILHOSO!!!
 
Dados inexatos do pedal: mais de 5 horas de pedal efetivo, quase 120km rodados, média acima de 22km/h e máxima de 61km/h (não trouxe meu ciclocomputador pro trabalho...)
 
Valeu Galera!!!
Anderson - Cotcha Bamba
PS: Alguns, nesse passeio, puderam conhecer o significado da frase que eu gosto "Cotcha Bamba" pois ficaram ou devem estar com as pernas moles até agora...

De Ari

Olá turma,

Sou o Ari que veio com o pessoal que subiu a serra, depois de descer a
calçada do Lorena.
Depois do rancho da pamonha da Imigrantes entrei à direita sentido riacho
grande / Ribeirão Pires pela estrada.
Não sei se vocês (Sergio / Leo e a turma) fizeram este caminho. Só sei que
cheguei em casa (Demarchi / SBC) às 18:00 numa boa. Espero que vocês todos
também.

Gostaria muito de agradecer a paciência e hospitalidade que tiveram comigo,
proporcionado-me um inesquecível  passeio.

Valeu
Ari